Comidas Típicas da Ceia de Natal

Comidas Típicas da Ceia de Natal

Natal, uma das épocas mais esperadas do ano, a família e amigos se reúnem, muitos vezes em um reencontro. Acontecendo todos os anos, no dia 25 de dezembro, ao redor do mundo todo é com certeza uma das festas mais comemoradas. Aquela época de férias gostosas e de ambiente gostoso, e como em toda comemoração temos comidas e bebidas para deixar ainda melhor.

No Natal já temos aquela refeição que sempre se repete porque é tradição fazer, e a bebida também. Época de agradecer e de lembrar de coisas boas, hoje vamos trazer para você uma lista com as comidas típicas de natal, acompanhadas por receitas. Aproveite, se inspire na cozinha, e um ótimo natal a todos!


Rabanada

Uma receita simples mas que agrada muito ao paladar. Criada originalmente para recuperar as mulheres que recém deram a luz, por ter um valor nutricional grande. Aos poucos foi se criando gosto pela receita, isso lá no século 20, o que prova que a receita vem de longa data.

 

 

Confira a receita de Rabanada

Ingredientes:
  • 1 baguete de pão francês ou 4 pães franceses
  • 2 xícaras de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 3 ovos batidos
  • 1 pitada de canela
  • canela a gosto
  • açúcar a gosto
  • óleo de girassol para fritar
Modo de preparo:
  • Corte a baguete em fatias médias
  • Em um refratário, misture o leite de vaca com o leite condensado e mergulhe as fatias de pão até que elas estejam bem molhadinhas
  • Em outro refratário, bata os ovos e adicione a canela
  • Passe as fatias de pão molhadas de leite nos ovos batidos
  • Frite em óleo quente e escorra as rabanadas em papel toalha
  • Em seguida, passe em um refratário com canela e açúcar a gosto
  • Sirva quente ou coloque na geladeira para servir gelada

Leitão Assado

Hoje é dia é muito comum fazer leitão/porco assado inteiro em datas comemorativas, mas essa receita ficou conhecida pelo natal. Pode ser feito de diversas maneiras, esticado em grelha ou parecendo que nem foi aberto, quem aprecia a carne não esquece. O leitão assado leva bastante tempo para ficar pronto, então é bom se preparar!

 

Confira a receita de Leitão Assado

Ingredientes para o tempero:
  • 1 leitão de 5 kg
  • 1 litro de água fervente
  • 1 galho de alecrim
  • 2 colheres (sopa) de sal
  • 2 colheres (sopa) de alho picado
  • 3 folhas de louro
  • Suco de 2 limões
  • 1/2 kg de banha
  • 2 cebolas e 2 tomates em pedaços para fazer a cama
  • 1 litro de caldo de bacon fervente para regar (2 tabletes de caldo de bacon dissolvidos em 1 litro de água)
Ingredientes para o recheio:
  • 100 g de bacon picado
  • 100 g de linguiça calabresa picada
  • 100 g de presunto picado
  • 1/2 cebola picadinha
  • 3 pães embebidos em 1 1/2 xícara (chá) de leite
  • 3 ovos inteiros
  • 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas
  • 1/2 xícara (chá) de salsinha picada
Modo de preparo do tempero:

Limpe o leitão, lave bem e, em seguida, dê um banho nele de água fervente, secando-o com um pano de prato. Tempere com o galho de alecrim, sal, alho picado, folhas de louro, suco de limão. Deixe marinando por 8 h na geladeira. Depois, coloque o recheio dentro do leitão e costure. Esfregue 1/2 kg de banha por todo o leitão e reserve. Numa assadeira grande (que caiba o leitão), faça uma cama com as cebolas e os tomates cortados em pedaços. Coloque o leitão, cubra com papel alumínio e leve para assar a 150ºC por 3 h. Vá sempre regando o leitão com o de caldo de bacon fervente. Tire o molho da assadeira e coe. Troque o leitão de assadeira (sem o papel alumínio) e volte ao forno para dourar a 200ºC por 30 min.

Modo de preparo do recheio:

Numa tigela, misture o bacon, linguiça calabresa, presunto, a cebola, os pães, os ovos, as azeitonas e a salsinha. Agora é só rechear.


Bolinho de Bacalhau

Assim como outros pratos que compõem as comidas típicas da ceia de natal, o bolinho de bacalhau tem sua origem atrelada aos colonizadores da América. Neste caso, os portugueses. Considerado uma das heranças da culinária mediterrânea, o petisco já era consumido em larga escala há pelo menos dois séculos atrás. Feito com batata e lascas do peixe, que é fartamente encontrado nos mares da região, o bolinho teve sua primeira versão oficial documentada em 1904, no livro Tratado de Cozinha e Copa, escrito pelo oficial português Carlos Bandeira de Melo, que adotava o pseudônimo de Carlos Bento de Maia.

 

 

Confira a receita de Bolinho de Bacalhau

Ingredientes:
  • 300 g de bacalhau dessalgado e desfiado
  • 3 xícara (chá) de batatas cozidas e espremidas
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 3 ovos
  • 2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
  • óleo para fritar
Modo de preparo:
  • Em uma tigela, misture bem todos os ingredientes
  • Com uma colher de sopa, pegue porções de massa, frite em óleo quente até dourar e escorra em papel absorvente

Panetone

Esse é dos doces típicos da ceia de natal, pouco comercializado durante o ano, mas quando chegam os meses de outubro e novembro já começam a aparecer. Hoje as opções são imensas, com os mais variados recheios e massas, os que mais se destacam são os com recheio de chocolate e frutas cristalizadas. É fato que ele nasceu na Itália. Uma das histórias mais aceitas é a de que o primeiro panetone saiu de um dos fornos das diversas padarias de Milão, em meados de 1400 d.C. De acordo com essa versão, que já ganhou status de lenda, um jovem padeiro, apaixonado pela filha de seu patrão, elaborou uma versão rudimentar do pão doce para impressioná-lo. Se deseja fazer seu próprio panetone acompanhe a receita abaixo:

 

Confira a receita de Panetone

Ingredientes:
  • 1 kg de farinha de trigo peneirada
  • 3 ovos (grandes)
  • 1 copo (americano) de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
  • 250 ml de leite morno
  • 50 g de fermento biológico
  • 300 g de frutas cristalizadas (ou cubos de chocolate)
  • 250 g de uva passa (de preferência sem sementes)
  • 20 ml de essência de panetone (opcional)
  • raspas de 1 limão
Modo de preparo:

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, a manteiga, o leite, o fermento e a essência, por aproximadamente 30 segundos. Em um recipiente grande, coloque a farinha peneirada, abra um furo no centro e acrescente os ingredientes batidos. Amasse bem até que a massa se solte das mãos. Em seguida, adicione as frutas, uvas passas e raspas do limão. Distribua a massa em formas para pudim com furo central, untadas com margarina, até a metade da assadeira. Deixe crescer até dobrar de volume. Faça um corte em x em cima da massa, pincele gemas batidas e leve para assar até dourar.


Biscoitos de Gengibre

O biscoito de gengibre é mais um dos doces típicos do natal. Muitas histórias cercam a real origem dos biscoitos, ingredientes principais dos “pequenos homenzinhos natalinos”. Uma delas remete ao século 15, na Europa, onde já havia a tradição de construir casas e bonequinhos de pão de mel – fato que inspirou, séculos mais tarde, os irmãos Grimm a criarem o famoso conto João e Maria. O que se sabe, com certeza, é que o um tipo rudimentar de pão de mel já existia por volta do século 10 e era consumido na região que hoje pertence ao território russo. Chamado de “pryaniki”, o bolo era constituído de uma mistura de farinha, mel e suco de frutas

 

Confira a receita de Biscoito de Gengibre

Ingredientes:
  • 130 gramas de manteiga sem sal
  • 1 ovo
  • 135 gramas de açúcar mascavo
  • 45 gramas de açúcar cristal
  • 410 gramas de melaço
  • 3 colheres de sopa de rum
  • 700 gramas de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 colher de chá de sal
  • 2 colheres de chá de gengibre em pó
  • 1/2 colher de chá de noz-moscada ralada na hora
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Modo de preparo:

Bata a Manteiga com os dois tipos de açúcares na batedeira até que tudo fique branco e fofo. Adicione o melaço e misture. Acrescente o ovo e o rum e misture. Peneire todos os secos e acrescente de uma só vez. Misture tudo com as mãos ou com o módulo raquete da batedeira, apenas até que tudo se misture. Abra a massa entre duas folhas de papel manteiga com 3mm de espessura para cortar com cortadores de tamanho grande ou com 6mm de espessura para cortadores bem pequenos. Leve para a geladeira por no mínimo 2 horas ou até 24 horas. Corte a massa com ajuda dos cortadores. Leve para o congelador por 15 min. Retire as rebarbas e arrume em uma forma com papel manteiga. Leve para o congelador por mais 15min. Asse a 180ºC por aproximadamente 15 a 20 min, dependendo do tamanho dos biscoitos. Tire da forma e deixe esfriar em uma grade. Decore apenas quando estiverem frios.


Peru Assado

Esse é um dos pratos mais famosos da nossa ceia, o peru. Assim como o panetone há infinitas opções para se escolher nos mercados. Desde os já assados, pré temperados, só o peru… Qual você prefere? Durante o ano o frango assado é muito consumido, mas não conquistou o coraçãozinho no natal. Natural das florestas da América do Norte, a ave já era domesticada e criada pelos astecas e pelos índios norte-americanos há tempos, sendo tratada com um verdadeiro prêmio quando uma tribo dominava outro território. Feito em banquetes, o peru era servido acompanhado por cebolas, alho-poró e um molho a base de pimenta.

 

Confira a receita de Peru Assado

Ingredientes:
  • 1 peru grande inteiro (8 kg)
  • 1,5 kg de farofa para rechear
  • 125 g de manteiga amolecida
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
  • 1,5 litros de caldo de peru (ou use de galinha)
Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 170ºC. Retire os miúdos, lave o peru e seque com papel de cozinha. Coloque o peru com o lado do peito, para cima, em uma grelha numa assadeira. Preencha a cavidade com a farofa. Esfregue a pele com a manteiga amolecida, e tempere com sal e pimenta. Cubra com uma folha de alumínio bem solta. Coloque o peru no forno e despeje 1/3 do caldo de peru na assadeira. Regue a ave toda a cada 30 minutos com o líquido da assadeira. Sempre que a assadeira secar, coloque mais caldo, cerca de 250 a 500 ml de cada vez. Remova o papel alumínio após 2 horas e meia. Leve de volta ao forno até um termômetro de carne inserido na parte mais grossa da coxa ler 74 graus C, cerca de 3 -4 horas. Transfira o peru para uma travessa grande de servir, e deixe repousar por pelo menos 20 a 30 minutos antes de servir.


Salpicão

Raros são os pratos da ceia do brasileiro que, de fato, nasceram em solo tupiniquim. Um destes escassos exemplos é o salpicão, que contrariando a regra, nasceu como conhecemos bem aqui no Brasil. O nome da salada veio da palavra salpicón, comum na culinária mexicana e francesa, que é o ato de preparar um ou mais ingredientes crus ou cozidos em um determinado tipo de molho. Já em Portugal, a palavra salpicão é atribuída a um tipo de embutido. A versão atual deste prato no Brasil tem seus primeiros registros em meados da década de 50. Entre as variações conhecidas ao paladar brasileiro, os ingredientes que correntemente são atribuídos ao prato são: a maionese, cenouras, batatas, pimentão de varias cores, carne de frango ou peru, salsão e pimenta, além de frutas como abacaxi, cereja, maçã verde e uva passa.

 

Confira a receita de Salpicão

  • 1 peito de frango (grande)
  • 1 lata de milho
  • 1 lata de ervilha
  • 1 cenoura ralada
  • 1 lata ou 1 caixa de creme de leite
  • uva passa a gosto
  • batata palha
  • sal a gosto
  • 1 tablete de caldo de galinha
  • salsinha
  • cebolinha
  • cebola
Modo de preparo:
  • Coloque em uma panela o tablete de caldo de galinha, uma pitada de sal e água suficiente para cozinhar o frango
  • Enquanto o frango cozinha, misture em um recipiente o milho, a ervilha, a cenoura e as uvas passas
  • Tempere com sal, salsinha, cebolinha e a cebola
  • Quando o frango estiver cozido, desfie e coloque-o no recipiente com o restante dos ingredientes
  • Acrescente o creme de leite e a batata palha
  • Coloque em um recipiente e leve para assar por aproximadamente 7 minutos
  • Sirva ainda quente